sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Aruanda

Cortei minhas asas. E não achei ruim. Eu viajei por uns lugares muito psicodélicos. Esqueci das  minhas ideologias. Eu comecei a pirar e pirar e a ficar cada vez mais louca. Me despi de tudo que aprendi até hoje. Eu resolvi ser feliz. Não que eu não seja uma pessoa feliz. Eu sou feliz, muito por sinal. A questão é que eu estava me questionando muito, lendo muito, entrando em profundas contradições e não chegando a uma resposta certa. A meu ver eu nunca vou encontra-la. A relatividade existe e está aí para isso. O que é certo para mim pode ser errado para você e assim nós vamos vivemos. Prefiro ficar aqui com o meu vinho barato, minhas meias de compressão e meus livros queridos. Eu estou melhor assim. Tirei da minha cabeça aquela frase sem noção que vivem repetindo para mim:" Quente ou frio, morno eu te vomito". Podem me vomitar. Eu cansei do radicalismo. Eu quero é estar sem razão. E assim minha felicidade se prolongará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário